sexta-feira, 23 de maio de 2008

Oração

Começou a chover, uma chuva forte tocada a vento, noite escura esta.
Sinto frio, sinto-me desconfortável mas apeteceu-me falar com o silencio.
Começo a escrever sinto uma tempestade de sentimentos e pensamentos tocados a imagens e vozes memorizadas.
E na conversa com o silêncio nasce dentro de mim uma oração
-Que se faça em mim, o milagre de saber sonhar em cada estrela
-Que em mim se faça, a luz do saber dizer não quando é preciso
-Que se faça em mim, a capacidade de cravar as unhas para esconder uma dor
-Que em mim se faça, o sorriso que alegra os chorosos
-Que se faça em mim, o cumprimento das regras da amizade
-Que em mim se faça, as palavras certas nas horas incertas
-Que se faça em mim, o calor da mão estendida para os que caiem
-Que em mim se faça, o saber respeitar as escolhas erradas
-Que se faça em mim, a luz de não saber julgar
-Que em mim se faça, o saber perdoar
-Que se faça em mim, o saber ganhar
-Que em mim se faça, o ganhar quando se perde
-Que se faça em mim, a receita do pão quando não há farinha
-Que em mim se faça, o renascer das cinzas
-Que se faça em mim, a resposta certa à pergunta errada
-Que em mim se faça, o nascer da verdade
-Que se faça em mim, a morte da mentira
-Que em mim se faça, o partir de todas as correntes
-Que se faça em mim, as vozes das bocas amordaçadas
-Que em mim se faça, a solução nunca pensada
-Que se faça em mim, a volta de quem se perde
-Que em mim se faça, a bonança nos dias de tempestade

1 comentário:

Dama de Cinzas disse...

Elisabete, só essa foto já é tuuuudo!

Que lindo o cachorro e a criança, dois seres iluminados por Deus!

Beijos