sábado, 28 de junho de 2008

Visita inesperada

7h30 da manhã
A hora ideal de enganar o sol para esconder minha pele aos seus beijos pecaminosos
Bebia café na varanda e olhava o horizonte que acalmava e amainava os meus medos
- Bom dia – ouvi
Lancei os olhos
- Bom dia miúda – insistiu
- Ai a merda temos brincadeiras de mau gosto? – pensei – ainda por cima a esta hora mas que F…
- Sempre com mau feitio, és sempre a mesma com a resposta na ponta da língua nesse ar de menina travessa – acrescentou
De cima da minha janela espreitei para a porta e lá estava ela…
- Eu não acredito SOLIDÂO por aqui…há quanto tempo…sobe amiga sobe
Subiu sem pressas e segura, abri a porta para traz
- Que boa visita – dei-lhe um abraço
- Estás uma mulher – deu-me aquele beijo quente num arrepio que só a minha amiga SOLIDÃO sabe dar – a VIDA contou-me que tens andado muito sozinha resolvi por uns tempos fazer-te companhia
Nervosamente gargalhei (nunca gostei de fofoquices)
- Nem tanto apenas arreliada– mudei de assunto – vai um café?
- Não miúda ainda é muito cedo para mim
Sentadas na varanda ficamos à espera de quem começava primeiro
- Conta-me amiga por onde tens andado – comecei
- Muito perto
- Não te tenho visto – disfarcei
- Mas tens sentido – sempre sincera
- Na verdade… – fiquei atrapalhada
- Que se passa contigo ?
- Amiga tenho tido problemas com os meus vizinhos aqui de baixo são o C… de um casal que vivem para F…a minha cabeça o Sr. Medo e a Sr. Espera
- Hummm
- Ok ok. Amiga melhor que ninguém tu sabes que a Espera, sempre foi coisa que eu nunca tolerei, eu sou lá pessoa para ficar de braços cruzados, sem agir.
A Espera, faz-me ficar nervosa e claro o Sr. Medo não se faz esperar, esperto como é aproveita.
- Hummm entendo, já ligaste para o Acreditar? Ele como advogado pode ajudar
- Não tenho o número
- confioemmim@gmail.com este é o e.mail
- Boa… Solidão – sorri
- Vou dar-te também o e.mail da Certeza…ora…- procurou na agenda – cá está possoeconsigo@gmail.com
- Nãoooo estás no gozo comigo – comecei a ficar divertida
- Ahhhh espera tenho aqui também da Garra – com sorriso sacana acrescentou – esta gaja é indispensável nos casos difíceis amarcomforça@gmail.com e pronto amiga vai correr tudo bem.
- Solidão já me fazias falta, sei que tenho sido um pouco leviana contigo
- Pois … pois
- Que queres eu tinha que estar um pouco sozinha para crescer certo?
- Pois…pois mas nem te lembras-te que eu a tua velha amiga Solidão podia estar com saudades tuas e sentir-me abandonada
- Desculpa amiga
Ali, ficamos abraçadas a olhar o horizonte, recordando e rindo como quem não tem hora marcada Agora aliviada pois sabia que amparada na GARRA da minha CERTEZA eu já podia ACREDITAR numa VITÓRIA

7 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Belo texto! Eu gosto da Dn. Solidão mas só para me aconselhar, não para me fazer companhia sempre... rs

Beijos

Daniella Paula disse...

=)
Obrigada pela visita!
Como disse... Doce e forte!
Um beijo grande!

Miguel Barroso disse...

O Sr. Amor conduz apressado. Não por ele. Mas por quem necessita. Depois, de dever já cumprido senta-se e permanece estoicamente activo na magnitude uterina do seu esplendor.



Abraços do EU, SER IMPERFEITO e d´A SEIVA

Deusa Odoyá disse...

Oi minha estimada amiga.
adoro a solidão sim, para escrever e meditarmeus problemas , tentar resolve-los e mais nada amiga.
beijos e fique na paz.
Obrigado por sua visita ao meu cantinho.
Volte sempre amiga.

Sua amiga Regina Coeli.

Dama de Cinzas disse...

Oi Elisabeth! Andei tendo uns probleminhas normais do dia-a-dia, mas já está tudo bem, em breve colocarei um post!

Obrigada pela preocupação! Beijos

Azoth Diamante* azul disse...

Isto é que é imaginação para e-mails;)

Azoth*अजोथ

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.