terça-feira, 24 de junho de 2008

Óhhhhhh tu...VIDA

- Psssst… óh tu…psssst…olha…psssst…óh pá espera ai…psssst…psssst
Porra estava haver que passavas e não falavas comigo, porra que até estou cansada
XIÇA
Ora bem agora nós as duas, não comeces a olhar de lado que isso comigo não pega boa amiga
Agora olhos nos olhos e sem rodeios que a conversa comigo é outra
Vou ser curta e grossa, é contigo é… VIDA
Não achas que me deves uma explicação?
Não achas que já é tempo de me pagares o que deves?
Não achas que o teu sentido de humor mórbido está a cansar?
Que história é essa de me ameaçares tirares o que me resta
Que história é essa de exigires que eu seja tolerante, compreensiva, solidária, lutadora e depois – toma lá nada que eu não te engano
Que história é essa de me virares os dias de cabeça para baixo e ficares a ver-me agarrada ao tecto para não cair?
Então VIDA, estou à espera…onde está a resposta
Olha lá VIDA, já esqueceste que eu sou aquela que era suposto morrer antes de nascer?
Até parece que já esqueceste que em tempos passados a morte foi a minha amiga esperada?
Olha lá VIDA, já esqueceste que eu sou aquela que acorda com raiva por estar viva?
Até parece que já esqueceste que em tempos passados a fome era a minha fartura?
Olha lá VIDA, já esqueceste que eu sou aquela que tudo larguei para numa cabeceira ficar acordada, cantando baladas para a morte afugentar?
Até parece que já esqueceste que foram 20 anos de silêncio doridamente chorados
E como não quer nada vens lampeira ameaçar-me arrancar aquilo para que eu vivo?
Deves de estar a gozar comigo…ahhhhh já sei deves de estar a contar que vou ser estúpida para te fazer o jeito, és tão ingénua…
VIDA escuta o que te digo existe uma coisa, que se chama QUERER que nunca me traiu
VIDA ouve o que te digo existe um sentir, que se chama ACREDITAR que nunca me mentiu
VIDA toma tento no que digo existe um verbo, que se chama AMAR que nunca me virou costas
Por isso VIDA, não voltes a ameaçar-me que a coisa vai correr mal para o teu lado
VIDA, sei muito bem que o dia está a chegar, o tal dia que julgavas eu temer no entanto munida daquilo que eu QUERO ACREDITAR porque AMO, esse dia vai ser a prova que podes ser vencida.
VIDA escuta bem, muitas vezes me venceste…ahhhh mas outras tantas eu QUIS e ACREDITEI na força do meu AMOR e como troféu conquistei o poder da ESCOLHA
VIDA escuta bem, eu QUERO essa vitória e ACREDITO na força da minha ESCOLHA alimentada pelo meu AMOR a conquista do RENASCER vai brilhar nesta casa.

8 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Lindo texto poético! Eu hoje estou com raiva da vida! Acordei adoentada e sempre culpo a vida por causa disso.. rs.. Nessas horas dá vontade de fazer pssst pra ela e ter uma conversa séria... rs

Beijos

fadazul disse...

Digo Opsssssssss! lindo texto amada! bjks

João Videira Santos disse...

A vida no sentido das palavras...as palavras cheias de vida. Gostei.

Siegrfried disse...

Lindo! Lindo! Espetacular!
Perdoe-me a invasão!
Perdoe-me a cara de pau!
Mas adorei seu blog!
Obrigado pelo maravilhoso momento que seu texto me proporcionou!

O Profeta disse...

És realmente fabulosa...!

Doce beijo

Siegrfried disse...

Sério?
Não sabia que acompanhava meus textos...
Se puder, não sei se já leu...
De uma olhada nos meus contos (é só procurar por marcador), e você vai entender o porque do conto de hoje...
As duas partes anteriores são: "Suicida" e "Antes dos Calmantes".
Tem um chamado "Chuva", que gostaria que lesse também...
Grato pelo rápido retorno!
beijos

Daniella Paula disse...

Muito doce e encantador tudo por aqui...

Um beijo!

Siegrfried disse...

Interessante...
Ouso dizer q vc foi a pessoa que mais comentou em meu blog!
Interessante sua visão sobre o "Chuva"...
Sempre analisaram meu trabalho de um modo superficial, nunca foram tao a fundo em uma análise do que escrevo...
Gostei de saber que acompanha os meus trabalhos, e quanto ao lance da idade... Nem ligue...
Sempre é tempo para poder se divertir!