terça-feira, 17 de junho de 2008

O que escrevo

Foi-me perguntado se andei a beber café com Fernando Pessoa ou com Luis Vaz de Camões
Nomes são palavras... palavras sons que o vento leva
O que escrevo... cartas com destino amachucado e rasgado com bilhete sem volta tirado numa estação de nome caixote
O que escrevo... será para alguem gostar?.. ou eu me deliciar ao ouvir que gosta?
O que escrevo... serão gritos calados ou silencios gritados?
O que escrevo...serão lagrimas sorridentes ou sorrisos chorados ?
O que escrevo...serão sonhos encravados na ilusão de serem meus ou desejos meus já a muito esquecidos?
O que escrevo... serão verdades mentirosas ou mentiras verdadeiras?
Não amiga
O que escrevo...não é mais que uma brincadeira de trocadilhos e jogos maliciosos e muito perversos da arte DO SENTIR
O que escrevo...são conversas feitas numa tarde soalheira, numa esplanada qualquer, bebo um café e por companhia lá está ela ( sempre tão presente ) amena mas muito festiva vou trocando ideias com a vida

3 comentários:

Dama de Cinzas disse...

"O que escrevo... serão verdades mentirosas ou mentiras verdadeiras?"

Sempre tenho medo dessa parte... eheh... vivo me policiando... rs

Beijos

Rui Caetano disse...

É deveras uma boa mania. Uma forma de estar no mundo.

mundo azul disse...

Quem gosta de escrever, canta suas emoções e as emoções alheias... Canta o riso e o pranto...Verdades ou ilusões...O feio e o belo!
Mas, precisa cantar...
Gostei muito do seu texto!
Voltarei aqui, com certeza...
Beijos de luz e um dia feliz!