sábado, 13 de setembro de 2008

CAPA

CAPA que tem o peso da caminhada de uma vida
Esta CAPA que fiz minha…e agora não quero mais
CAPA que de esfarrapada começa a ser um estorvo
Esta CAPA que adoptei…e agora está a mais
Julguei esconder, minhas lágrimas doridas
Acreditei que nesta CAPA eu escondia meus medos
Hoje olho para a minha CAPA…rota e esfarelada
A passos largos chega a hora da escolha
Nesta CAPA me escondi
Acreditei que debaixo dela…minha alma que nasceu velha
Podia ser feliz
Hoje minha alma me condena…por tanto mal que lhe fiz
Cada chuva que a CAPA apanhou…ficou molhada
Minha alma…ficou enregelada
A CAPA por comprida ser…no chão arrastar
Cada pisadela que a capa tem marcada
Minha alma…ficou esmagada
Puxei o capuz até os olhos tapar…convencida que assim não via o que não queria
Por cada pôr-do-sol que tapei com o capuz…minha alma grita
Hoje a CAPA tem buracos
Chego a pensar que minha alma os fez
Acredito que queria espreitar e poder respirar
Mas é difícil tirar a CAPA…como fazê-lo
Faz parte de mim
Igual à minha alma
Com a CAPA sou guerreira sobrevivente…cansada e ferida…mas guerreira
Desnudar minha alma…
Eu sei que facilmente é vencida
Sobreviver já é um fardo
Mas… tenho que proteger esta ingenuidade teimosa que é minha alma
Mas…tenho que defender esta relíquia...o melhor que tenho que é minha alma
Não posso permitir que minha alma seja destruída
A CAPA está rota e cansada como eu
Mas a CAPA é indestrutível

7 comentários:

Dama de Cinzas disse...

nem li seu post mas com certeza vou voltar aqui pra ler com calma...

Tô aqui pra te dar uma BRONCA... Vc pode dizer o que quiser no meu blog, não economize diga tudo... rs

Bjs

mundo azul disse...

Que seja sempre assim, minha amiga!
Você me parece ser uma guerreira...Guerreiros não depõe armas, nunca!


Beijos de luz e o meu especial carinho!!!

Vivian Mag disse...

...penso que a Capa é nosso corpo material, esta que abriga o espírito para sua caminhada neste mundo escola...mas concordo contigo quanto a maneira de ver sua capa...a minha está na terceira idade...portanto cheia de remendos...para não ficar tão sem graça, procuro em cada remendo colocar pedaços coloridos, alegras com as estampas da felicidade...é isso...um bj

Fernanda disse...

Minha irmã de escrita!
Por trás da capa...
O segredo de mulher!
Essência que faz te ti quem és!
Cada palavra tua é um ensinamento de coragem!
Obrigada pela oportunidade!
Um beijo e um abraço carinhoso!
Tua irmã, deste lado do mundo!
IFdA

Mello disse...

Concordo, sinceramente, com aquilo que escreveu... a capa!

Temos de nos proteger e, por isso, usámos uma capa. No entanto, acho que não é só uma capa, no fundo, são mais as capas que usámos, uma para cada situação, momento, pessoa. Depende do sítio em que estamos e das circunstâncias. Concorda comigo?
Beijinhos,

Graça Mello

Dama de Cinzas disse...

Eu chamo de máscara, ou a personagem que criei pra me defender! Ela faz parte da minha vida e me defende, as vezes me prejudica, mas creio que me ajude mais... beijos

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava


às vezes a capa pode cair... para descansarem ambas;)


o que importa é o sentir... e assim continuar.


És forte!



um xi grande