terça-feira, 26 de agosto de 2008

Resposta - 3

- Tu gostas da vida, sempre na brincadeira, a rir. Tu és rija
Foi me dito vezes demais, como se eu fosse alguém diferente.
Se é um elogio até nem aprecio, sou quem sou e nada mais… não compliquem.
Se é reprovação por eu gargalhar na cara da vida de forma atrevida e sem pudor, bom …azar, nada me dá mais gozo que me rir deste tempo a que chamam vida.
Se é desdém por eu olhar com indiferença as dores que não procurei, aos descozimentos e rasgões que não provoquei, também não assombra em nada minha postura.
Sou quem sou, desnudada de qualquer roupagem imposta por educação…cortesia…ética ou coisa que os valha.
Viver, morrer é coisa que não me incomoda.
A Morte …não temo nem a procuro.
Sei que é uma velha amiga, sempre a vigiar-me constante e sei também que é aquela que não irá falhar de tão certeira e implacável que é
A VIDA… não corro atrás nem dela fujo.
Sei que é aquela amiga que sempre gostou de brincar e troçar com quem um dia se lembrou de nascer.
Não permito a ambas terem mais importância ou ocuparem mais espaço do que valem.
No fim das contas, quem sente, quem chora, quem gargalha, quem voa sou EU.
No fim das contas, quem escolhe o fim de cada história em mim… sou EU
EU, escolho aprender no apeadeiro de cada estação da minha viagem



4 comentários:

Fernanda disse...

Minha amiga Beth!
RESPOSTÃO!!!!
Descongestionante mental é você!
Quando chateada venho aqui para sorrir com teu carinho!
Um beijo!
IFdA

Dama de Cinzas disse...

Belo texto, minha amiga! Beijos

Siegrfried disse...

Interessante...
O desconcerto que você me causou ao me presentear com tão maravilhosa leitura, me fez viajar por campos de vida e morte inundados de sentmento puro...
Escrever tão bem, é um sonho que almejo!
Quero ser como você algum dia!

Fernando disse...

Obrigado pelo elogio cara amiga...
Sexta feira, vou postar a continuação das aventuras de nossa amiga "Lúcia"...
Ela vem cutucando meus dedos para escrever mais um capítulo...