segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

VETERANOS de GUERRA de ULTRAMAR/ HEPATITES B e C



- Pssst… Pssst …
Óh senhor Veterano , espere ai tenha calma… xiça não fuja é só uma palavrinha
- Pssst…Pssst …
Óh tu … ó pá espera ai … filho(a) do Veterano de Guerra…pára e ouve raios
-Pssst…Pssst…
Oi senhora, óh senhora esposa do Veterano tenha calma consigo sou gente de paz…é só uns minutinhos

Caro(a) leitor(a) está interessado em descobrir a relação HEPATITE C /VETERANOS DE GUERRA ???
Vamos abordar o tema de uma forma bem levezinha… ? Mais tipo cavaqueira. BOA?
Ao contrário do que possa pensar a Srª Hepatite C, não é “pêra doce” grande parte dos casos sendo diagnosticada tarde muda de nome… pois é … muda para D. Cirrose ou Sr. Cancro
Passo a apresentar a Sr.ª Hepatite C e a Sr.ª Hepatite B
Estas “senhoras”, tem por hábito visitar todos aqueles que estiveram expostos a seringas reutilizadas, transfusões de sangue que não sejam devidamente testadas, relações sexuais não protegidas e logicamente objectos cortantes (ex: laminas de barbear) ou até mesmo objectos de tratamento dentário (ex: escovas de dentes)
- Então o que acabou de ler fez lembrar alguma coisa no passado???
- Começou a ficar interessado Sr. Veterano de Guerra??? Então continue comigo
Nas análises de rotina existe uma “coisa “ que se chama TRANSAMINASES, quando o valor é alto supostamente o profissional de saúde recorre ao rastreio
POIS… SUPOSTAMENTE – digo eu!!!
Acontece que na vida real não acontece com tanta facilidade assim.
Porquê???
Provavelmente por desconhecimento… talvez por desinteresse… se calhar por contenção de despesas ... sei lá!!!
Isso pouco importa, IMPORTA sim estarem informados e saberem as possíveis soluções para que o diagnóstico seja célere
CERTO???
Fica aqui a dica, sempre que o valor das TRANSAMINASES forem altos peça analises anti -VHC e anti - VHB pois é com estas análises que é feito o rastreio.
Provavelmente desconhece que a HEPATITE C, é confundida com a HEPATITE Alcoólica e tratada como tal, tudo porque o rastreio não é feito
Desconhece também, que a hepatite B ou C pode estar MUITOS anos camuflada no organismo sem sintomas. Até porque o fígado não dói! E quando dói, por vezes, é tarde!
Ora bem estão as apresentações feitas.
Por esta altura aposto que está a fazer sobrolho, meio que desconfiado(a) e a pensar
- Se o raio da miúda explicasse a relação da Guerra com a Hepatite, é que fazia bem
- É já a seguir !!!
Vamos começar pela vacina ainda em Portugal no I.A. O.
(Dose de Cavalo) – diz-lhe alguma coisa? –
Pois é dessa vacina que estou a falar, todos em “bicha de pirilau”e a mesma agulha a ser REUTILIZADA numa Companhia (120 homens) ou num Batalhão (480 homens), logicamente que mais cedo ou mais tarde a coisa tinha que correr mal (hoje todos temos consciência disso)
Depois…depois temos as “célebres” frases tatuadas (com agulhas REUTILIZADAS em contacto sanguíneo directo – claro está)
- Amor de Mãe
- Sangue Suor e Lágrimas
Desnecessário será falar da enfermagem mais do que precária praticada no mato, sem condições algumas
Falar de higiene, prevenção, desinfecção etc... etc naquela época e…em tempo de guerra…bom nem faz sentido estar agora a escrever sobre isso
Era pouco inteligente da minha parte
- Está d’ acordo comigo. Certo???
Agora vamos aos devaneios de juventude…mesmo sujeitos a “uma porrada” eram jovens…não pensavam nos riscos…patati-patatá… reteteu pardais ao ninho…POIS… mas o estado português até dava uma bisnaga azul que “rezava” assim:
“Pomada anti-venérea / Laboratório Militar”
- Ahhhhhh já se lembra???
E deste linguajar?
“Partir catota”; “Fazer máquina”; “ Tirar cabaço”- acto sexual
- Ahhhhhhh está a sorrir !!! Pois… pois
E depois vai de tratar a correr a GONORREIA ou BLENORRAGIA (esquentamento ou escarépio) mais os CANCROIDES (esponjas e os cavalos).
Chama-se a isso - SEXO NÃO PROTEGIDO - e garanto que não é provocado pelos "pés na pedra fria" - o célebre "resfriamento" - como vocês se justificavam tão...inocentemente.
“Havia (há) cinco doenças venéreas clássicas que, dada a sua importância, nunca é demais repetir. Utilizamos os palavrões dos compêndios de medicina para serem levados mais a sério: sífilis, gonorreia ou blenorragia, cancroides, linfogranuloma venério e granuloma inguinal.”
Esta foi mais uma dica importante de um Veterano de Guerra de Ultramar (ex-Furriel Mil.º Enfermeiro)
Voltemos ao tema
Certo é que esses erros de juventude, podem estar a ser pagos com preço demasiado alto – HEPATITE B ou HEPATITE C
Vou lançar um CONVITE/DESAFIO
Boa???
Dê um saltinho aqui
http://www.soshepatites.org.pt/
Desafio a que se informe lendo sobre a doença na coluna da sua esquerda
Tire duvidas, procure ajuda se necessário
Garanto que vai ser bem recebido(a)
Mas para si Veterano, se prefere falar “mano a mano”, com alguém que conhece as suas memorias, porque as lembranças são iguais então fica aqui o convite
http://www.andeiporla.blogspot.com/
Acredite que será bem-vindo

3 comentários:

Siegrfried disse...

Non Creio!
Elisabete! Voltaste!
Que saudades que senti de ti amiga.
Pelo visto passaste por uma bela revolução no que diz respeito ao modo de ver o mundo!
Está com a escrita bonita, à flor da pele, maravilhosa!

É verdade que tem-se de ater às responsabilidades que uma nova doença traz, então nada melhor do que uma pessoa como tu, para alertar-nos dessas coisas!

Parabéns pelo retorno!

Siegrfried disse...

É sempre bom saber que conto contigo!

Eu visitava teu blogue, mas não te achava aqui, tampouco no luso poemas, que agora visito esporádicamente.

Saudades amiga!

a ALMA das IMAGENS disse...

Amei e viajei no tempo e no espaço... senti-me um soldado.
Parabéns pelo blog.
Assina:
Sissi