sábado, 21 de março de 2009

ESPERO...


Este AGORA que vivo, tão sem tempo definido
Este AGORA que vivo, tão sem ACREDITAR
Não sinto…não quero saber…e não me apetece apostar
Faço do corpo cansado e dorido meu escudo
Meu sorriso é tudo o que tenho para dar
E sentada no meu DAR TUDO eu espero alcançar
A hora do que me propôs trocar
Alinhavada está a bainha do CONSIGO
E em silencio canto o meu novo cantar
Rezando a prece sentida
Lembrando o PAI da missão por mim escolhida
Os olhos DELE dentro do meu peito eu sinto
A VERDADE CONSCIENTE lhe ofereço
Em cada dia vou-me libertando
Deste meu desalento
Ahhhh se eu pudesse contar
Ahhhh se eu pudesse falar
Sou louca …eu sei
Nesta dor de nada poder
E tudo fazer
Abri o peito e a FORÇA desafiei
Neste meu AGORA
Somente fico à espera
Do dia em que possa dizer
CONSEGUI
OBRIGADO
FINALMENTE ESTOU LIBERTA


2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Nossa, esse seu texto é a minha cara! Anseio por uma libertação...

Beijocas

Nade disse...

Que texto!
Fazia um tempinho que não vinha aqui no blog, mas ao vir fazer uma visitinha, deparo-me com um texto que nos chama atenção pra vida!
Que presente!
Virei com mais frequencia, até porque adoro o seu blog!
Bjs e excelente domingo!